NOVA PESQUISA PARA GOVERNADOR JOGA UM BALDE DE ÁGUA GELADA NA OPOSIÇÃO EM PERNAMBUCO

  • Publicado em Sexta, 09 Março 2018 08:43
  • Escrito por Saloá Notícias
Tamanho do texto:

paulo camaraPesquisa do Instituto Múltipla, que ouviu 600 pessoas entre os dias 02 e 06 deste mês, mostra um cenário favorável à reeleição do governador Paulo Câmara, e joga um balde de água gelada na oposição. Fernando Bezerra não consegue aparecer. Armando estagnou, e Marília Arraes, que seu grupo imaginava que iria liderar a pesquisa, continua em terceiro, e perdendo pontos percentuais. A pesquisa foi divulgada pelo Blog do jornalista Inaldo Sampaio, um dos profissionais mais conceituados e está sendo repercutida em todo o Estado de Pernambuco. Fonte: Blog do Ronaldo César

CENÁRIO 1 (Sem Armando, e FBC candidato pelo grupo da oposição)

Paulo Câmara (PSB): 34,3%

Marília Arraes (PT): 21,3%

Fernando Bezerra Coelho (MDB): 6%

Brancos, nulos e indecisos: 33,5%

Em relação à pesquisa de janeiro, o governador cresceu de 26,8% para 34,3% e Marília caiu de 23,3% para 21,3%

CENÁRIO 2 (Com Armando e a candidatura do PT com Marília Arraes)

Paulo Câmara (PSB): 31%

Armando Monteiro Neto (PTB): 19%

Marília Arraes (PT): 18,5%

Em relação à pesquisa de janeiro, o governador cresceu 8 pontos percentuais, Armando caiu 4 e Marília caiu 1 (oscilação dentro da margem de erro). É o único cenário que possibilitaria segundo turno

CENÁRIO 3 (FBC sendo o candidato da oposição e sem Marília no páreo)

Paulo Câmara (PSB): 41%

Fernando Bezerra Coelho (MDB): 10,2%

Brancos, nulos e indecisos: 44%

Em relação à pesquisa anterior, o governador cresceu 6 pontos percentuais e o senador caiu 2

CENÁRIO 4 (Somente Paulo e Armando, no atual cenário mais provável)

Paulo Câmara (PSB): 36,3%

Armando Monteiro (PTB) 25,2%.

Brancos, nulos e indecisos totalizam 34%.

O governador venceria em todas as regiões do Estado, inclusive aqui no Agreste Meridional, à exceção da Zona da Mata, onde perderia para o seu adversário por 33 x 29,5%.

Em relação à pesquisa de janeiro, Paulo Câmara subiu de 28,2% para 36,3% e Armando caiu de 30,2% para 25,2%